O presidente do Governo dos Açores anunciou a abertura de um concurso, “nos próximos dias”, para financiar projetos de investigação e de desenvolvimento em contexto empresarial, orçado em dois milhões de euros.

Vasco Cordeiro referiu que a medida contempla a obrigatoriedade de contratar recursos humanos qualificados, adiantando que esta semana foi, entretanto, publicado o aviso de concurso para financiamento de equipas regionais que participem em consórcios de investigação enquadrados em programas nacionais de cooperação.

O líder do executivo açoriano falava em Ponta Delgada, no âmbito da quarta edição das Conferências "Caminhos do Conhecimento", que homenageiam o antigo ministro José Mariano Gago, no dia do seu nascimento.

Estes programas contemplam instituições como o MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts, as nniversidades de Carnegie Mellon e do Texas, todas localizadas nos Estados Unidos.

O chefe do Governo Regional avançou que vai ser lançado outro concurso, orçado também em dois milhões de euros, a que a Universidade dos Açores se pode candidatar, visando contratar uma dezena de investigadores para o Centro Okeanos, com sede na ilha do Faial.

Vasco Cordeiro considerou que outra das prioridades do Governo é assegurar a ligação entre a ciência e a investigação e as empresas regionais, por forma a “garantir, também por essa via, maior competitividade empresarial, condição que refere ser “essencial para uma cada vez maior criação de riqueza e de emprego sustentável” na região.

Além destas medidas, o governante afirmou que vai ser criado um novo programa denominado DOC-PROF, que pretende permitir a jovens doutorados açorianos uma experiência em contexto real de trabalho.

Vasco Cordeiro declarou que, no quadro da Rede de Centros de Ciência dos Açores, numa “perspetiva de integração e interdisciplinaridade”, se pretende ampliar o projeto associando-o aos centros de interpretação ambiental e aos museus regionais.

Esta pretensão irá fazer aumentar de seis para 40 os polos existentes e prevê a abertura da rede a outras entidades públicas e privadas que visem a divulgação científica.

No final da quarta edição das Conferências "Caminhos do Conhecimento" vai ser assinado um protocolo entre o Governo dos Açores e a Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica Ciência Viva para “reforçar, ainda mais, a ação nos domínios da promoção e fomento da cultura e educação científicas”.

 

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Cultura

Saúde

Sociedade

Tecnologia

Motores

Tecnologia