O Diretor Regional da Agricultura destacou hoje a importância económica crescente do setor da carne nos Açores e os investimentos que têm vindo a ser feitos em termos da melhoria genética dos animais, das infraestruturas e da qualificação, revelando que, entre 2006 e 2018, o número de animais de vocação de carne passou de 75 mil para 94 mil.

“Se considerarmos o início da cadeia de valor no setor da carne, estamos a falar num setor que representa um terço do valor do setor do leite e que envolve pouco mais do dobro dos produtores, tendo em conta que todos os produtores de leite acabam por ser também produtores de carne”, afirmou José Élio Ventura, que falava na abertura da masterclass denominada 'Arte no Processamento, Produção e Confeção de Carne de Bovino', que decorre até terça-feira na ilha Terceira.

José Élio Ventura salientou a importância de duas iniciativas que têm vindo a ser implementadas pelo Governo Regional e que muito têm contribuído para a melhoria genética dos bovinos e para a melhoria da carne produzida, designadamente o programa de incentivo à obtenção de cruzados nas explorações leiteiras e o programa de aquisição de reprodutores machos de raça pura.

“O programa de incentivo de cruzados nas explorações leiteiras, que visa a obtenção de animais de maior vocação de carne representaram, em 2018, um investimento que rondou os 90 mil euros e que permitiu a inseminação de 7.170 animais em 1.215 explorações leiteiras”, adiantou o Diretor Regional, acrescentando que, “só a título exemplificativo, entre 2012 e 2018 foram investidos na aquisição de reprodutores de bovinos machos de raça pura de vocação de carne 1,6 milhões de euros, contando com o apoio do Governo Regional de 670 mil euros, o que permitiu adquirir 835 machos reprodutores destinados à beneficiação de manadas de vocação de leite e carne”.

Por outro lado, referiu que o investimento de 15 milhões de euros feito na modernização da rede regional de abate e a aposta na certificação, através da norma ISO 22.000, contribuem decisivamente para capacitar e potenciar o desenvolvimento e a evolução positiva do setor da carne na Região.

Para José Élio Ventura, a realização desta masterclass, no âmbito dos Encontros Regionais da Carne, promovida pelo Núcleo de Criadores de Bovinos de Raças de Carne da Ilha Terceira em parceria com outras entidades privadas e associativas, é um importante passo com vista à qualificação de todos os agentes deste setor, no que diz respeito à inovação, produção, desmancha, maturação e confeção da carne.

“É um evento importantíssimo, que conta com oradores de referência nacional e internacional, tendo em vista a aquisição de conhecimentos, melhoria da formação para satisfação dos clientes, porque, hoje em dia, todos os empresários de sucesso têm consciência de que é preciso estar na linha da frente da inovação e implementação de estratégias que vão ao encontro daquilo que são as necessidades e desejos dos clientes”, considerou o Diretor Regional.

José Élio Ventura defendeu ainda que é preciso consolidar o bife dos Açores como uma referência nacional, pela sua qualidade e caraterísticas, sendo que os turistas são excelentes embaixadores e transmissores desta mensagem.

“Em 2018 a Região foi visitada por cerca de 840 mil turistas, equivalendo a 2,5 milhões de dormidas, o que representa mais de três vezes a população residente nos Açores”, afirmou José Élio Ventura, salientando que esta é uma oportunidade que todos têm a obrigação de saber aproveitar.

 

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Cultura

Saúde

Sociedade

Tecnologia

Motores

Tecnologia