As agências espaciais norte-americana e europeia, Nasa e ESA, trabalham juntas para evitar que a Terra seja atingida pelo asteroide Didymos, que poderia destruir o planeta. Denominada como Missão DART (Double Asteroid Redirection Test), os trabalhos terão uso de equipamento para provocar um impacto cinético e alterar a trajetória do asteroide. Essa rocha teria cerca de 160 metros comprimento e 780 metros de diâmetro.

O lançamento da Missão DART será em julho de 2021 a bordo de um foguete da SpaceX. A fase da ação acontecerá em setembro de 2022, quando o equipamento irá interromper a lua do Didymos, a 11 milhões de quilômetros da Terra.

Com a colisão entre DART e Didymos, haverá mudança mínima da rota do asteroide, mas será o suficiente para impedir uma ameaça real de impacto contra a Terra.

A agência especial europeia ESA terá missão nomeada AINDA, (Asteroid Impact & Deflection Assessment), que enviará a nave espacial Hera, para acompanhar o asteroide após o impacto e ajudar no monitoramento da trajetória.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Cultura

Saúde

Sociedade

Tecnologia

Motores

Tecnologia