A organização da cimeira tecnológica anunciou a abertura de 16 vagas nas áreas de engenharia de software, produção de eventos, desenvolvimento de negócio, marketing e publicidade.

A empresa que gere e organiza a Web Summit anunciou esta terça-feira que está à procura de novos colaboradores para Lisboa. Numa primeira fase, a empresa vai contratar 16 pessoas para áreas de engenharia de software, produção de eventos, desenvolvimento de negócio, marketing e publicidade.

“O nosso investimento em fazer crescer a operação em Lisboa da Web Summit é um símbolo do compromisso à luz da nossa parceria de 10 anos com Lisboa e Portugal”, disse Paddy Cosgrave, CEO da Web Summit.

Para o empreendedor irlandês, o ecossistema de startups e de tecnologia em Portugal é “ativo” no país. “Estamos entusiasmados por nos ligarmos ainda mais”, confessou, em comunicado. Contudo, a multinacional tem também oportunidades de emprego em aberto para os edifícios em Dublin, Londres, Toronto e Hong Kong.

Atualmente, a Web Summit emprega em Portugal 10 pessoas, de seis nacionalidades diferentes. O escritório da empresa irlandesa é na zona do Rato, em Lisboa, mas a equipa de Paddy Cosgrave informou recentemente está à procura de um novo espaço na cidade, com capacidade para 50 a 100 trabalhadores.

A próxima cimeira tecnológica da Web Summit realiza-se na capital portuguesa em novembro e deverá receber mais de 70.000 participantes oriundos de cerca de 170 países.

Mariana Bandeira/ECONÓMICO

Pin It